"SAT – Sistema Automatizado de Termografia"

2010 - atual.

Processo de automação de um sistema de termografia ativa. Este trabalho foi realizado para validação da técnica de termografia e inspeção em tambores de rejeitos nucleares junto às usinas termonucleares de Angra. De forma geral, foi desenvolvido um sistema com 5 graus de liberdade para girar tambores de rejeitos com velocidade controlada, enquanto a câmera termográfica percorre toda a superfície a ser analisada, incluindo tampa, fundo e corpo do tambor. O sistema possui 2 módulos: o primeiro é um equipamento giratório que acopla o tambor na posição horizontal e que controla sua velocidade de giro; o segundo é um equipamento com movimentações nos três eixos cartesianos, onde na extremidade do ultimo eixo é inserido um suporte para o conjunto câmera e holofotes. Este suporte movimenta-se angularmente possibilitando a análise termográfica na tampa e fundo do tambor. O controle do sistema faz a integração entre os graus de liberdade e as especificações do ensaio, de maneira que exista o sincronismo entre as imagens a serem coletadas e as movimentações realizadas.


 

Parceiros:

CAND